Convivência

Barrados no baile: como fazer a festa ideal sem incomodar os vizinhos?

por BRCondos em 23 de fevereiro de 2018

Aniversários, comemorações ou um simples churrasco no domingo podem gerar alguns conflitos entre os moradores de um condomínio. Existem algumas dicas, que podem ajudar a evitar problemas com os vizinhos e aproveitar a festa. Vamos lá!

  • O salão de festas  deve ser utilizado respeitando os limites impostos pela convenção do condomínio e, claro, pelo que exige a lei. Horário limite de término, de pessoas, da área utilizada e, principalmente, do barulho devem ser seguidos à risca e cobrados pelo síndico caso sejam desrespeitados.
  • Prezar pelo convívio saudável entre os condôminos é tarefa de todos. Se cada um fizer a sua parte muitos problemas são evitados. A questão do barulho, como explica Cestari, deve ser resolvida com o respeito à Lei do Silêncio, que proíbe emissões sonoras exageradas, normalmente, entre 22h e 6h.
  • Ainda que o barulho esteja incomodando fora desse limite de horário, a legislação garante o direito ao sossego. Quem não respeitar as regras deve ser advertido e em seguida multado, caso a primeira opção não resolva o problema.
  • Todo condomínio precisa ter o Regulamento do Salão de Festas, onde todos os direitos e deveres devem estar presentes. A boa convivência depende exclusivamente do respeito ao direito do outro e é esse regulamento que estabelece os limites.
  • A regulamentação interna, determinada por assembleia, tem papel fundamental para que o convívio seja saudável. Portanto, fazer com que o “manual” seja claro e preciso quanto às consequências de não cumprir as regras é primordial. Infelizmente, as multas costumam educar mais do que outras medidas como advertências.
  • As multas devem ser aplicadas aos condôminos desrespeitosos. Para o vizinho que tem seu sono prejudicado cabe lembrar o porteiro, síndico e até mesmo os moradores sobre o horário de silêncio. Se não for resolvido o problema, o morador incomodado pode relatar o ocorrido no livro de ocorrência (disponível no BRCondosOnline) para que as penalidades sejam aplicadas.

Vale lembrar que a ideia não é proibir as comemorações, mas fazer com que sejam feitas nos horários propícios e com os limites respeitados.

Os moradores possuem o direito de aproveitar as áreas comuns do condomínios e festejar os momentos importantes, isso não está em questão. O que devemos garantir é que esse direito se estenda até o direito do vizinho em descansar depois de um dia extenso de trabalho. 🙂


Comentários

  1. NATHALYE

    A questão da garantia ao sossego acho complexa demais, pq o que eh normal para mim pode ser exagerado para o outro , então pra que fixar horários para vigência da lei do silêncio , sendo que os vizinhos podem reclamar de barulho a qualquer hora ?

    1. BRCondos

      Sim Nathalye, é verdade. Por isso, manter a boa convivência com os vizinhos pode amenizar situações mais tensas em relação ao barulho e no final, uma boa conversa pode resolver o incômodo.

  2. Samuel

    Acima de qualquer regra é necessário o BOM SENSO de ambas as partes, ninguém faz festa todos os dias e um dia vc tbm vai fazer!!!!

  3. Darcio

    Boa Tarde, como procedo quando o Síndico é conivente e não aplica qualquer tipo de advertência em referência aos barulhentos além do horário no prédio?? A Administradora pode me ajudar a resolver o problema de barulho?
    grato

    1. BRCondos

      Darcio, a administradora é o braço direito do síndico na gestão, mas na aplicabilidade das leis que regem o condomínio e nos problemas de convivência diária é ele quem deve agir. O artigo 1.349 do Código Civil esclarece algumas questões em relação a má gestão, você pode consultar para saber mais.

  4. simeao

    Na residência, pode fazer um churrasco e receber convidados?
    Tem horário para festejar na própria casa, (sem fazer barulho evidentemente)?
    Se o vento estiver jogando a fumaça da churrasqueira em alguma casa, tenho que interromper o jantar?

    1. BRCondos

      Olá Simon, cada condomínio tem sua regra de convivência e cabe ao morador saber quais são, mas acima de tudo agir com bom-senso nestas situações, que sempre são delicadas. Muito vai depender do perfil dos seus vizinhos para você saber como agir, e o regimento interno serve para lhe auxiliar.

  5. severino

    gostei muito do direito dos condominios valeu apena eu baixa e ler foi muito bom pra mim

    1. BRCondos

      Que bom, isso nos inspira! 🙂

Comments are closed.