Artigo Assinado

Como verificar as contas do condomínio

por BRCondos em 17 de junho de 2020

A transparência também deve ser uma das políticas de boa vizinhança. Por isso, ter acesso e saber como verificar as contas do condomínio é fundamental. Tanto o síndico quanto os moradores devem dar a sua contribuição no que diz respeito à verificação dos gastos e receitas condominiais.

Alguns detalhes devem ser considerados no momento de analisar essas contas a fim de encontrar oportunidades de tornar o orçamento do condomínio mais enxuto, sem, no entanto, reduzir a qualidade dos serviços entregues aos condôminos. Ao invés disso, até mesmo os melhorando.

Diante disso, neste conteúdo, você encontrará algumas dicas valiosas sobre como verificar as contas do condomínio, quais fatores devem ser considerados e o que não pode ser ignorado de forma alguma. Então, continue a leitura e saiba como realizar esse processo!

Saiba como verificar as contas do condomínio analisando todas as receitas

O primeiro ponto de interesse é entender com quanto o condomínio pode contar de receitas mensalmente. Existem algumas fontes possíveis para as entradas financeiras, algumas fixas e recorrentes, outras sazonais e, de certo modo, até imprevisíveis. Por isso, alguns cenários devem ser considerados. Veja os principais deles.

Taxa condominial

A taxa de condomínio é a receita mais previsível de todas, até mesmo, por contar com uma data de vencimento recorrente que, em situação normal, é cumprida pela maior parte dos condôminos. O ideal é que o orçamento para as despesas fixas e pagamentos de dívidas do condomínio seja baseado nessa arrecadação.

Aluguel de áreas comuns

Muitos condomínios contam com áreas comuns como o salão de festas, vagas de garagens, churrasqueiras, entre outras, que podem ser alugadas para gerar renda para o condomínio. É preciso lembrar que as taxas cobradas pelo uso desses espaços devem ser utilizadas também na sua limpeza após o evento e na manutenção dos seus equipamentos.

Acordos e inadimplentes

Outro cenário comum em condomínios é a inadimplência da taxa de condominial de algumas unidades. Essa situação tem algumas vertentes possíveis.

Por exemplo, existe a falta da entrada financeira durante um período, que deverá ser compensada de outra forma pelo administrador. Mas também, existem as situações em que acordos são feitos e, após o período de inadimplência, a unidade passa a pagar, além da taxa do mês corrente, as atrasadas também, o que acaba por aumentar o montante arrecadado. Esses dois cenários devem ser considerados.

Cheque cada uma das despesas

Agora que você já consegue saber de onde e quando vem os valores gastos, está na hora de saber como verificar as contas do condomínio para entender para onde vai esse dinheiro. São várias as categorias de despesas que você verá a partir de agora. Continue lendo!

Consumo

São os itens que precisam ser comprados com certa frequência, pois são consumidos e devem ser repostos, como é o caso do material de limpeza para as áreas comuns e dos produtos de higiene para colaboradores, como o sabonete e papel higiênico para os banheiros de funcionários.

É importante verificar como esses produtos são utilizados para evitar os desperdícios. Se nas contas forem verificados aumentos das quantidades ou frequência de compra é necessário buscar entender o que pode estar acontecendo.

Manutenção

Embora em alguns dos itens de consumo possam ser confundidos com manutenção, como os produtos de limpeza, eles fazem parte de categorias de diferentes. Quando nos referimos à manutenção estamos falando em itens como as preventivas em elevadores, bombas d’água, geradores e na própria construção.

Normalmente, existem contratos com empresas terceirizadas visando manutenções periódicas e atendimentos emergenciais, quando necessários. Mais do que analisar se os valores pagos são justos, é preciso ter atenção sobre o que foi acordado para ter certeza que está sendo cumprido.

Pessoal

Há também a contratação de pessoal, como vigias, porteiros, seguranças, profissionais de limpeza e manutenção predial, entre outros. Os encargos pagos para a contratação direta desses profissionais nem sempre são vantajosos para o condomínio, em alguns casos, também é mais recomendado recorrer às empresas terceirizadas que prestam esse tipo de serviço.

Além de, às vezes, saírem mais em conta, o processo seletivo dos profissionais é mais específico e adequado à função que ele exercerá, por isso, a qualidade do serviço poderá ser mais elevada.

Impostos e taxas

Embora os condomínios não se enquadrem a um regime tributário, eles estão sujeitos a alguns encargos de acordo como as suas atividades. Por exemplo, ele recolhe o FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) caso contrate algum funcionário, além de pagar o INSS e o PIS/PASEP.

Quando contrata prestadores de serviços, como as empresas terceirizadas, são pagos o ISS e o COFINS.

Financeiras e Administrativas

A gestão do condomínio, assim como de suas contas, também geram gastos, como as tarifas bancárias e os valores pagos pela prestação de serviços administrativos e contábeis. Nesse caso, até o valor pago pela emissão do boleto de cobrança da taxa condominial deve ser analisado, buscando encontrar alternativas mais baratas, como as contas corporativas digitais que oferecem esse tipo de serviço, até mesmo, gratuitamente.

Entenda como os gastos podem ser cortados ou reduzidos

Assim como acabamos de mencionar sobre a opção por contas bancárias digitais e prestação de serviços terceirizados para a redução das despesas, existem outros pontos que se pode verificar nas contas do condomínio para conseguir ainda mais economia. Conheça alguns deles, a seguir.

Sazonalidades e circunstâncias diferenciadas

Há atividades que podem ser reduzidas em determinadas épocas do ano ou diante de circunstâncias diferenciadas. É o caso, por exemplo, da manutenção das piscinas que pode ser feita com menos frequência no inverno. Ou em situações como a que acontece durante a pandemia de Coronavírus, em que elas não devem ser utilizadas por causa do isolamento social.

Assim como acontece com a piscina, outras áreas comuns do condomínio também podem ter a sua manutenção revista de acordo com os critérios de utilização em determinadas épocas do ano, até para evitar desperdícios e tornar o condomínio mais sustentável.

Necessidades dos condôminos

Na hora de saber como verificar as contas do condomínio, um dos fatores mais importantes são as necessidades dos moradores. Por isso, é interessante que o síndico ou administrador incentive a participação deles nesse processo e, principalmente, escute o que têm a dizer.

Muitas vezes, a partir de sugestões dos condôminos surgem soluções bem mais econômicas para questões do dia a dia.

Como você pôde ver ao longo deste conteúdo, saber como verificar as contas do condomínio é um processo importante e repleto de detalhes que não podem ser ignorados se o objetivo é as manter equilibradas. 

Durante essa verificação, em muitos casos, é possível identificar diversas formas de economizar e otimizar a gestão financeira do condomínio, além de trazer mais transparência para a administração.