Administração de Condomínio

Dicas para ser um bom síndico em 2018

por BRCondos em 11 de janeiro de 2018

Além das atribuições legais, cabe aos síndicos muitas vezes a missão de orientar, conscientizar e – quando necessário – multar aqueles condôminos que cometem infrações. Isso é bem comum na maioria dos condomínios e por este motivo o síndico precisa ter jogo de cintura, autoridade e muita paciência para que a gestão não vire um verdadeiro caos.

Conversando com alguns síndicos da nossa rede, selecionamos dicas para ajudar na gestão condominial em 2018, algumas inclusive previnem situações mais complexas.

Vamos lá.

  • Para administrar o condomínio é preciso conhecê-lo, e isso não é apenas conhecer a situação dos moradores, mas também de questões jurídicas, contábeis, financeiras e fiscais. Nossa dica é que o síndico busque novos conhecimentos, estudos, livros e cursos conforme seu condomínio e vida profissional necessite.
  • É ideal manter um bom relacionamento com os funcionários, principalmente o zelador e o porteiro. Eles são sempre solicitados pelos condôminos e têm um bom conhecimento do que está acontecendo no dia a dia do condomínio e conhecem o perfil de cada morador.
  • Sempre defenda os interesses coletivos. Em uma discussão entre condôminos, seja sempre imparcial, pondere a situação e não entre em problemas particulares dos moradores.
  • Seja acessível. Tente ficar disponível para ouvir os condôminos e funcionários ao menos uma vez a cada 15 dias.
  • Seja proativo. Faça pesquisas de opinião, aproxime-se dos condôminos, sugira confraternizações ou atividades para as crianças, seja exemplo com boas atitudes.
  • Não seja autoritário, o perfil do síndico “linha dura” ficou no passado.
  • Faça o uso correto de informativos para comunicar assembleias ou eventos com antecedência.
  • Especifique o máximo possível todas as ações efetuadas em sua gestão.
  • Sugira, no mínimo, 3 empresas diferentes (entre as 10 melhores do mercado) antes de contratar uma prestadora de serviços para o prédio ou fazer uma compra. Compartilhe todos os orçamentos

Aproveitando esse post, vamos lembrar das competências legais do síndico.

Conforme o Código Civil, Art. 1.348, compete ao síndico:

  1. convocar a assembleia dos condôminos;
  2. representar, ativa e passivamente, o condomínio, praticando, em juízo ou fora dele, os atos necessários à defesa dos interesses comuns;
  3. dar imediato conhecimento à assembleia da existência de procedimento judicial ou administrativo, de interesse do condomínio;
  4. cumprir e fazer cumprir a convenção, o regimento interno e as determinações da assembleia;
  5. diligenciar a conservação e a guarda das partes comuns e zelar pela prestação dos serviços que interessem aos possuidores;
  6. elaborar o orçamento da receita e da despesa relativa a cada ano;
  7. cobrar dos condôminos as suas contribuições, bem como impor e cobrar as multas devidas;
  8. prestar contas à assembleia, anualmente e quando exigidas;
  9. realizar o seguro da edificação.
  • 1º Poderá a assembleia investir outra pessoa, em lugar do síndico, em poderes de representação.
  • 2º O síndico pode transferir a outrem, total ou parcialmente, os poderes de representação ou as funções administrativas, mediante aprovação da assembleia, salvo disposição em contrário da convenção.

Deixe aqui seus comentários e sugestões para novos temas sobre a gestão de síndicos.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentários

  1. roberto revnei

    tenho uma grande experiencia em condominio como posso ingressar em sindico proficional

    1. BRCondos

      Olá Roberto, mesmo que tenhas experiência é interessante você procurar um curso profissionalizante. Não há uma formação específica necessária para quem quer trabalhar na área. É bem importante que o interessado possa comprovar sua experiência e conhecimentos em administração, finanças, investimentos, leis e contabilidade. Em geral, os síndicos profissionais são autônomos ou abrem pequenas empresas que prestam serviços aos condomínios.

  2. Daniella

    Moro num condomínio fechado com quase 5.000 (cinco mil) moradores. Temos 32 predios cada um com seu sub-sindico e 1 sindico geral. Ultimamente temos levantado as questões do que cabe ao sidico (Condominio), o que cabe ao sub-sindico e o que cabe ao morador. Como descubro isso? O que deve ser seguido por convenção, o que segue o codigo civil.? Por ser um condomínio desse porte, fica dificil.. pq ajuda!

    1. BRCondos

      Olá Daniella, para ajudar você com essa dúvida, temos dois artigos que explicam quais os tipos de síndicos e o que deve ser seguido na convenção e regimento interno Neste artigo comentado por você estão todas as informações sobre as funções do síndico no condomínio. Esperamos ter ajudado.

  3. kelly Albinati Lima

    A sindica do meu predio,contratou o marido para ser advogado do condominio.

    Isso nao seria anti etico?

    1. BRCondos

      Olá Kelly, é muito relativo expormos uma opinião sobre essa situação. O mais importante é vocês avaliarem se a gestão da síndica está de acordo com o que esperam para o condomínio e se ela cumpre com todas as obrigações e age com transparência.

  4. Patricia

    Existe curso gratuito

    1. BRCondos

      Olá Patricia, no momento não oferecemos nenhum curso para síndicos. Mas sempre estamos publicando conteúdo com boas práticas por aqui. 🙂

  5. Vilma Silva

    TUDO QUE O sINDICO DO PRÉDIO ONDE EU MORO NÃO É…

    1. BRCondos

      Oi Vilma, aproveite para ter uma conversa amigável com ele e sugerir essas dicas! 🙂

  6. Daniel Ferreira Dias

    Nosso Condomínio está necessitando de uma estrutura mais segura e utilizável é quanto a situação de telefonia e internet.
    Enfim, sugerimos que o Sr. Síndico se debruce sobre tal problema no sentido de melhorar tais serviços de terceiros para nós condôminos.

    1. BRCondos

      Daniel, sugerimos que você converse com o síndico e veja a possibilidade de incluir essa assunto na pauta da próxima assembleia. Obrigada por participar.